E eu fico louco, pois aqui não é onde eu queria estar.
Arctic Monkeys.     (via reatou-se)
Eu podia ser seu espinho, ser a pedra no seu caminho, seu ciume doentio, mas eu tô falando de amor. Eu podia ser sua tara, a ferida que nunca sara, te humilhar, te dar na cara, mas eu tô falando de amor. Eu podia ter o segredo pra te transformar num brinquedo e te deixar morrendo de medo, mas eu tô falando de amor. Eu podia ser seu escravo, pra você me deixar de quatro, me fazer de gato e sapato, mas eu tô falando de amor. Eu podia ser um mistério e viver cercado de histórias, só te olhar do jeito mais sério, mas eu tô falando de amor. Eu podia ser a ternura sem desejo, beijo, nem sexo; ser somente a ideia mais pura, mas eu tô falando de amor. Eu tô falando de amor e não da sua doença. Falando de amor e não do que você pensa.
Leoni.  (via velejo)
Amanhã é outro dia, aprendi isso ontem.
Caio Fernando Abreu. (via velejo)